Lorenza Pozza: um novo conceito em música de casamento

Postado em 9 ago, 2013 - Dicas Noivas

“A inexprimível profundidade da música”, escreveu Shopenhouer, “tão fácil de entender e no entanto tão inexplicável, deve-se ao fato de que ela reproduz todas as emoções do mais íntimo do nosso ser, mas a realidade e distante da dor. […] A música expressa apenas a quintessência da vida e dos eventos, nunca a vida e os eventos em si” -Sacks (2007) Alucinações musicais: relatos sobre a música e o cérebro.

Foto de divulgação Lorenza Pozza

Harpa&Voz por Mariana Marques

A música está sempre presente nos momentos mais importantes das nossas vidas, criamos uma trilha sonora pessoal, pois, a música encanta, alegra e emociona!! Não podemos imaginar um filme sem a trilha sonora, a emoção não seria a mesma ao ver uma cena desacompanhada de música.

A música está intimamente ligada à nossa memória emocional. Boa parte do que ocorre durante a percepção da música também ocorre quando a música é “tocada na mente”, revivemos emoções e somos transportados para aquele momento no passado. Inúmeras pesquisas científicas demonstram que, quanto mais um acontecimento nos envolve afetivamente, maior é a probabilidade de conseguirmos retê-lo na memória de longo prazo. Dificilmente nos esquecemos dos momentos que vivenciamos intensamente, principalmente se temos elementos como a música associados.

A imaginação de uma música, mesmo nas pessoas relativamente não musicais, tende a ser notavelmente fiel não só ao tom e ao sentimento do original, mas também à altura e ao ritmo. A base disso é a extraordinária tenacidade da memória musical, graças à qual boa parte do que ouvimos nos primeiros anos de vida pode ficar “gravado” no cérebro pelo resto de nossa existência. O fato é que o nosso sistema auditivo, nosso sistema nervoso, é primorosamente sintonizado para a música. Ainda não sabemos quanto isso se deve às características intrínsecas da música – seus complexos padrões sonoros tecidos no tempo, sua lógica, seu ímpeto, suas sequências indecomponíveis, seus insistentes ritmos e repetições, o modo misterioso como ela incorpora emoção e ” vontade” – e quanto às ressonâncias especiais, sincronizações, oscilações, excitações mútuas, feedbacks etc. no imensamente complexo conjunto de circuitos neurais multinivelados que fundamenta nossa percepção e reprodução musical (Sacks, 2007, p.11).

Outro dado importante sobre o nosso processo de memorização, é o fato das informações estarem sempre associadas umas às outras. Não registramos somente o dado em si, isolado, mas tudo aquilo que estava acontecendo no momento em que tivemos contato com o estímulo. No caso da música, sempre que ouvimos uma canção, guardamos não só os seus elementos estruturais, como a letra e melodia, como também tudo aquilo que estava envolvido com a nossa vida no contexto da audição, com quem estávamos, onde estávamos ou como nos sentíamos naquele momento, nos cheiros que nos rodeava, enfim, memorizamos junto com a música toda uma cena como nos filmes.

 

Por isso, a escolha das músicas para o casamento é importante.

A escolha da trilha sonora de uma cerimônia e recepção de um casamento serão lembradas para sempre e deve ser cuidadosamente escolhidas. Na celebração do casamento a música estará presente em cada detalhe, da entrada da noiva até a pista de dança. E nesta busca pelas músicas para a cerimônia de casamento tudo depende do estilo e religião dos noivos.

Sensibilidade é essencial para escolher o repertório e a formação dos músicos que vai marcar este dia tão especial.

Harpa&Voz por Mariana Marques

Harpa&Voz por Mariana Marques

E por falar em sensibilidade, quero apresentar, para os que não conhecem ainda, o trabalho realizado pela Lorenza Pozza.

Lorenza Pozza é cantora curitibana, formada em música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Quando pequena, Lorenza fez parte do elenco fixo do programa Gente Inocente da Rede Globo cantando e interpretando ao lado de grandes nomes da música brasileira como Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Elba Ramalho, Bibi Ferreira, entre outros. Em 2009, gravou seu primeiro trabalho, o “CD e DVD Ao Vivo no Memorial de Curitiba” que contou com a participação do cantor Leoni.

Morando em São Paulo há 3 anos, Lorenza hoje se dedica ao seu show de música americana e francesa e também se apresenta, acompanhada de Harpa, Quarteto de Cordas, Violão&Voz ou Piano&Voz.

O trabalho de Harpa & Voz é um projeto criado para apresentações em cerimônias de casamento e eventos sociais.

As músicas da cerimônia são cantadas por Lorenza Pozza e tocadas pela harpista Soledad Yaya sendo possível adicionar outros instrumentos à formação, conforme o gosto dos noivos.  A proposta é levar ainda mais encanto às ocasiões com arranjos delicados e leves das músicas.

No repertório, as artistas fazem belas interpretações e adaptações de músicas clássicas à populares, americanas, francesas e brasileiras, sambas e bossa nova.

Conheça mais do delicado trabalho da Lorenza em seus sites e no canal do Youtube