Cerimônia religiosa fora da Igreja

Postado em 15 jul, 2013 - Dicas Noivas

[denoivaparamae]_post_3O que vemos hoje é cada vez mais casais optam por fazer cerimônia e festa de casamento no mesmo local. Os motivos podem ser diversos: não ser religioso praticante, não ter esse sonho, cortar despesas, ser o segundo casamento do noivo, ter religiões diferentes, ou preferir escolher um lugar especial.

Além de ser econômica, a opção de fazer cerimônia e festa no mesmo local evita o deslocamento dos convidados pela cidade e possíveis atrasos. Se você pretende fazer sua cerimônia fora da igreja, certifique-se de que o local escolhido tem espaço físico para montar um altar.

Contudo, a imagem que permeia o sonho de muitas noivas é proveniente do casamento religioso mais tradicional, onde a noiva veste branco, véu e grinalda diante do altar. Bem, neste ponto do planejamento do casamento é preciso parar e pensar junto com o noivo e as famílias (excelente oportunidade para exercitar a negociação e comunicação que serão fundamentais para a vida a dois) como a cerimônia foi sonhada por cada parte. E depois disto decidir o tipo ritual a ser seguido.

Acontece que alguns poucos padres da igreja católica tem uma autorização para realizar benção fora da igreja, desde que os noivos já sejam casados por ela; ou seja, os noivos fazem todo o processo na igreja (tem encontro de noivo, proclames, documentação toda regularizada), só que antes da data de casamento no salão de festas, eles fazem uma celebração íntima na igreja (só é preciso a presença dos pais e noivos para receber o sacramento) e no dia da festa eles celebram de novo, só que dessa vez é que os noivos assinam o livro (aí sim tem uma completa).

O primeiro ponto a ser pensado é que para casar na Igreja Católica Apostólica Romana, a cerimônia deve acontecer dentro de uma igreja (ou tempo, capela, etc. reconhecido por eles). Os padres dessa igreja são proibidos de celebrar casamento fora da Igreja., o casamento só pode ser realizado somente depois dos proclames, a comunicação obrigatória que o padre faz por três domingos consecutivos durante a missa na igreja que os noivos escolherem. A cerimônia é celebrada pelo Padre e pode ser com missa ou não, sendo opcional aos noivos receber a comunhão. Durante a celebração, o casal permanece em pé, em frente ao sacerdote que conduz o sacramento.

Se os noivos preferirem, podem optar pelo casamento religioso com efeito civil. Nesse caso, basta ir ao cartório mais próximo para dar entrada e se casar na igreja ou em qualquer outro lugar, como chácara ou salão de festas. O padre realiza a cerimônia e entrega um papel para o casal que servirá para retirar a certidão de casamento no cartório. O prazo de retirada é de 90 dias.

Independente da igreja que você escolher é importante ressaltar que o casamento só é válido quando há o registro civil. Nos termos da lei federal nº 6015/73 é possível realizar casamentos religiosos com efeito civil, ou seja, o ministro que estiver oficiando o casamento religioso fará também o civil. No entanto, os noivos obrigatoriamente, devem levar o requerimento expedido pela Igreja e solicitar o casamento religioso para efeito civil, no cartório do seu domicílio.

E neste ponto os noivos precisam decidir se realizam o casamento católico na igreja a abem mão do que planejavam ou partem para uma segunda opção, na qual se possa aproximar o que foi idealizado e o que é realmente possível. Mas, o que fazer então se os Padres de Igreja Católica não celebram casamentos fora da paróquia? A solução é convidar um Reverendo ou Pastor para celebrar a união, eles realizam a cerimônia do jeito que você quiser, tradicional ou não, cerimônia ecumênicas e até com efeito civil.

Algumas cerimônias podem ser apenas simbólica, na qual o celebrante dá uma benção especial e neste caso, o juiz de paz pode se dirigir ao local do casamento para colher a assinatura dos noivos e das testemunhas.

Na minha busca por inúmeros sites vi a declaração de um padre que achei muito interessante: “Por que a Missa pode ser campal então? Perguntaram a um santo chamado Pio se ele não se envergonhava de celebrar uma Missa ao ar livre onde muitas pessoas estavam distraídas, nas portas de bares e até desinteressadas. O santo então respondeu: ” O sacrifício de Jesus na cruz foi ao ar livre! ” Então porque não podemos celebrar um casamento ao ar livre se este é um encontro familiar?” (Pe. André Grandi)

 Segundo o Rev. Rogério da Paróquia Anglicana de Santos, “é possível que que seu casamento religioso tenha a validade civil, mesmo que ele seja celebrado fora da Igreja e que seja ecumênico. Seja ele celebrado no buffet, na praia ou no campo é o reverendo que vai até o local, e junto com ele vai o livro de registro de casamentos de sua Igreja local, ou seja, o seu casamento será sempre registrado em uma igreja para que vocês tenham a certidão, etc.

E o mais importante ressalta o : “afirmo sem medo de errar, não há um casamento celebrado por ministros religiosos fora da igreja, ou melhor dizendo, fora do ambiente religioso, há sim casamentos celebrados fora do interior do templo x ou y, fora da paróquia x ou y, mas nunca fora da Igreja, até porque, a igreja somos nós reunidos em torno do Cristo.”

O importante é que o casal esteja de acordo que o casamento representa o amor entre duas pessoas que estão dispostas a compartilhar todos seus momentos bem como se respeitar e viver um para o outro, e que neste momento seja realizada uma das práticas mais frequentes em um casamento – cada lado ceder um pouco.

Fontes:

COHEN, R. (2012). R.S.V.P Realizar Sonhos: Verdadeira Paixão. Rio de Janeiro: 3RStudio.

Simão, V. (2005) Casar – Do Planejamento à Celebração em Grande Estilo. São Paulo: Mescla.

Vários colaboradores (2012) Case com Estilo – O casamento como você sempre sonhou. São Paulo: Just Editora.

http://www.casamentoclick.com

http://vestidadenoiva.com

http://revrogerio.wordpress.com