O buquê da noiva

Postado em 20 jun, 2013 - Dicas Noivas
Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

O bouquet, palavra de origem francesa, em português buquê (ramalhete de flores) é uma peça tão importante como o penteado, ou o próprio vestido de noiva.

Os primeiros registros do costume da noiva levar um buquê são datados da Grécia Antiga, naquela época os buquês eram constituídos por ramos de ervas e alho para atrair bons fluidos e afastar o mau-olhado. Os mais populares geralmente com cheiro mais forte, como os alhos eram usados para espantar os maus espíritos

No período da Idade Média as noivas faziam o trajeto a pé para a igreja, no qual recebiam flores, ervas e temperos para lhe trazerem sorte e felicidade, formando assim, no final do trajeto, um buquê.

Na época Vitoriana, século XIX, era impróprio declarar abertamente seus sentimentos, criou-se então a “Linguagem das Flores” para demonstrar suas intenções sem falar uma palavra sequer. Os buquês passaram a ser escolhidos pelo significado das flores. Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria “doce” ao longo do casamento.

Contudo, foi na Europa que os arranjos tornaram-se mais sofisticados, com flores exóticas. As flores tinham cada uma, seu significado como: hera representava fidelidade; lírio a pureza; rosas vermelhas o amor; violetas a modéstia; não-te-esqueças-de-mim era o símbolo de amor verdadeiro; flores de laranja davam fertilidade e alegria ao casal.

Antigamente tinha-se também como tradição a confecção de dois arranjos. Um era abençoado por um sacerdote e preservado numa redoma de vidro que era exposto na sala de casa ou no quarto. O outro era arremessado para as mulheres solteiras da festa, sendo dessa maneira a próxima a se casar, ritual que é realizado até hoje nas cerimônias.

Hoje, os buquês têm diferentes flores, formatos, cores e feitos, segundo o estilo do vestido e personalidade da noiva.

Para a escolha do buquê, o figurino inteiro conta muito. Para cada noiva, um tipo de buquê! O que vale é realizar a vontade sem deixar de lado o bom gosto. Os modelos mais usados são os arredondados, cascata, braçada e uma única flor. Os redondos clássicos de flores brancas nunca saem de moda, contudo abrem espaço para os nude e Pink.

É importante lembrar que as flores do buquê não devem ser as mesmas da decoração da cerimônia e da festa. O estilo, cor e desenho do vestido de noiva são um dos aspectos mais importantes na elaboração do buquê. Este deve ser um complemento do vestido, e por isso precisa estar em sintonia total com o desenho do vestido.

Segue portanto algumas imagens para inspirar!!

 
Fonte Pinterest
 
 
Referências:
Simão, V. (2005) Casar – Do Planejamento à Celebração em Grande Estilo. São Paulo: Mescla.
Vários colaboradores (2012) Case com Estilo – O casamento como você sempre sonhou. São Paulo: Just Editora.
http://www.casamentoclick.com