Mães empreendedoras

Postado em 23 jul, 2013 - Dicas Mamães
Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Houve um tempo em que a vida de uma mulher era encontrar um bom marido, ter filhos e cuidar da casa. Hoje, elas querem conciliar a vida de mãe, esposa e empresária bem sucedida. Segundo o levantamento realizado em 2012 pela Global Entrepreneurship Monitor, a mulher brasileira está historicamente entre as mais empreendedoras do mundo.

Mais de 10,4 brasileiras tocam seus próprios negócios, praticamente a mesma proporção de homens à frente de empresas no país. Além de enfrentar os obstáculos tradicionais de quem abre um negócio, muitas delas têm que conciliar o empreendedorismo com a “carreira” de mãe. O Brasil já tem um um número significativo de representantes do movimento mundial conhecido como mompreneurship (do inglês mom – mãe, e entrepreneurship – empreendedorismo), ou empreendedorismo materno.

Mães empreendedoras brasileiras estão em todas as classes sociais, independentemente de escolaridade. O que há em comum entre elas é a vontade de ficar perto dos filhos.

O crescente número de mães investido em negócios próprios depois da maternidade é fundamentado em dois importantes pontos: 1) as mães sentem a necessidade de estarem próximas dos filhos e acompanhar todos os passos do crescimento e educação; 2) muitas mães sentem vontade de largar seus antigos empregos e se dedicar a novos negócios ligados à esse mundo que estão descobrindo.

Observando o movimento na Internet, por meio de redes sociais, comunidades de mães e blogs, percebe-se que esse é um movo empreendedorismo materno vem se tornando cada vez mais forte. Sendo assim um sinal do surgimento de um novo perfil de mãe, que não é mais ‘Amélia’ e nem tampouco quer trabalhar fora o dia todo e ‘terceirizar’ os filhos em período integral.

Mães têm qualidades fundamentais para uma boa empresária!! O diretor superintendente do Sebrae em São Paulo, Bruno Caetano, destaca que capacidade de planejar e cuidar são essenciais para o desenvolvimento da empresa. Uma boa mãe tem as qualidades necessárias para uma boa empresária, sendo capaz de planejar, cuidar e ajudar no desenvolvimento do filho ou da empresa.

“Uma mãe sonha com um futuro brilhante para o seu filho e trabalha para que isso aconteça. Uma boa empresária também. Ela sonha com uma empresa que gere lucro e traga satisfação, bem-estar e felicidade” (Bruno Caetano)

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Seguem algumas dicas para as mulheres que pensam em largar os antigos empregos para trabalhar com novos negócios relacionados à maternidade, bebês e crianças:

  1. conversar muito com marido e/ou família para ter apoio de todos, mostrando que sua iniciativa pode trazer muitos benefícios para todos, mas também trará desafios;
  2. começar um novo negócio demanda muita dedicação e trabalho, às vezes mais do que um emprego, pelo menos no início;
  3. é importante manter uma segunda fonte de renda no início ou ter uma reserva de dinheiro para os dois primeiros anos, pois um novo negócio não dá retorno muito rápido.
  4. pensar de forma detalhada e realista o planejamento do negócio, a divulgação e em como conciliar todos os afazeres para não sentir-se culpada ou arrependida com as escolhas feitas.

Fontes de pesquisa:

http://g1.globo.com

http://guiadobebe.uol.com.br/

http://empreendedorismomaterno.blogspot.com.br

http://exame.abril.com.br

http://revistacrescer.globo.com