Método Hipopressivo: o segredo para cuidar das mamães após o parto.

Postado em 15 mai, 2014 - Dicas Gestantes, Dicas Mamães

Fonte: Trista Zinn – Coreset Fitness

Como surgiu?

As técnicas hipopressivas foram desenvolvidas por Marcel Caufriez, Doutor em Fisioterapia e Readaptação pela Universidade Livre de Bruxelas, com base na postura, no alinhamento da coluna e na respiração.

Em 1980 a técnica foi denominada de aspiração diafragmática, termo ainda utilizado por diversos profissionais que a utilizam, e a partir desta se constituiu a Ginástica hipopressia, já em 2006 o desenvolvimento das técnicas aplicadas ao esporte foram denominadas de hipopressivos dinâmicos.

Como age?

Com base na diminuição da pressão intra-abdominal, a Ginástica Abdominal Hipopressiva (GAH) gera sucção das vísceras pélvicas pela subida do diafragma respiratório. As posturas e movimentos utilizados na GAH diminuem a pressão nas cavidades torácica, abdominal e pélvica durante o fortalecimento do abdômen, tonificando também a musculatura perineal.

Os exercícios, diferente dos tradicionais abdominais, tonificassem a musculatura abdominal eliminando os efeitos prejudiciais sobre o assoalho pélvico. Já que o aumento da pressão intra-abdominal dos exercícios tradicionais podem desencadear ou piorar quadros de incontinências urinárias e fecais, prolapsos, disfunções sexuais e dores nas costas

Causam uma diminuição da pressão intra-abdominal, contração dos músculos do assoalho pélvico e do abdome por via reflexa, devido à normalização da posição dos órgãos pélvicos, o que consequentemente leva a uma ação reguladora das tensões intrínsecas músculo-conjuntivas-aponeuróticas no corpo todo.

 Assim, a hipopressiva com base na postura, no alinhamento da coluna e na respiração e por meio do estímulo da musculatura acessória respiratória relaxa o diafragma, diminui a pressão abdominal, como já mencionado, e reflexamente tonifica a musculatura abdominal e a musculatura do assoalho pélvico.

Como é?

Esses exercícios são praticados em três fases:

1- inspiração diafragmática lenta e profunda;

2- expiração completa;

3- aspiração diafragmática, em que ocorre progressiva contração dos músculos abdominais profundos, intercostais e elevação das cúpulas diafragmáticas,  com a abertura de costelas.

Mas lembre-se de não praticar os exercícios sem a orientação de um profissional qualificado.

Quais os benefícios?

diastase

Fonte: Google Imagens

O método hipopressivo foi proposto como alternativa para o tratamento das disfunções do assoalho pélvico e, dentre suas indicações, encontra-se a melhora da propriocepção dos musculatura do assoalho pélvico (MAP). E por se trata-se de uma série de exercícios posturais e respiratórios que diminuem a flacidez abdominal da mulher, ajuda para uma melhor recuperação após o parto, já que aós o parto a flacidez é explicada pela diástase abdominal.

A diástase abdominal é o afastamento do músculo reto abdominal pelo estiramento causado pelo crescimento do útero. Os músculos abdominais formam um apoio elástico para o conteúdo abdominal e o útero grávido em crescimento não apenas  estira os músculos abdominais, como devido á frouxidão da linha alba e dos retos abdominais separados, deixam um espaço no final da gestação.

O Método Hipopressivo traz os seguintes benefícios para as mamães:

1- Redução do perímetro da cintura

2- Melhora da postura

3- Aumento do tônus do pavimento pélvico e da faixa abdominal

4- Incremento da força do pavimento pélvico

5- Melhora a resistência

6- Aumenta a força explosiva e a capacidade anaeróbia ao elevar o metabolismo

7- Melhora das funções sexuais

8- Previne a incontinência urinária

9- Reduz as dores nas costas

10- Prevenção de hérnias

Com a palavra, os especialistas!!

Segundo o educador físico Alexandre Alves, com formação advanced no método hipopressivo e diretor da Fitmommy, a ginastica hipopressiva está chegando ao Brasil para revolucionar a recuperação da condição física das mães após o parto.

O corpo da mulher sofre muitas mudanças, especialmente, no abdômen e assoalho pélvico. Como forma de recuperar o abdômen, muitas mulheres usam os tradicionais abdominais, forcando ainda mais o músculo para fora e pressionando os órgãos abdominais contra o assoalho pélvico que se encontra fragilizado por todo peso do útero durante os 9 meses de gestação.

Os exercícios hipopressivos vão muito alem, melhoram a postura, trabalham o condicionamento aeróbico e eliminam as dores lombares que são tao comuns no pós parto.

Vale muito a pena conhecer e procurar alguém com formação no método.

Segundo a fisioterapeuta, Adriana Saraiva, doutora em Ciências da Saúde, algumas pessoas se “acabam” em exercícios de fortalecimento dos músculos abdominais que não garantem resultados tão satisfatórios. O método hipopressivo que promete a redução das medidas abdominais de uma forma diferente da tradicional. Tratando-se de um caminho mais natural e eficaz para o fortalecimento abdominal.

Estudos vêm mostrando que dois a três meses de prática constante (30 minutos diários três vezes por semana) são suficientes para observar os benefícios descritos. Porém, os resultados também dependem da capacidade em realizar as séries de forma correta.

Neste sentido, alguns praticantes alcançarão resultados mais rapidamente do que outros. Os que realizam adequadamente já percebem redução da cintura na primeira semana!

Considerando que a Ginástica Abdominal Hipopressiva demanda muita concentração e consciência do corpo, o ideal é procurar um profissional qualificado com formação específica na técnica,  para orientá-lo na realização e progressão dos exercícios.

Veja o vídeo produzido pela Ana Kobashi com o Alexandre Alves durante uma de suas aulas e estão sem nenhum tratamento. Essas são alunas reais que acabaram de ter bebê e estão praticando os exercícios com a orientação do Alexandre na Fitmommyexplicando como funciona o treino.


Fontes:

Can hypopressive exercises provide additional benefits to pelvic floor muscle training in women with pelvic organ prolapse?

Pelvic floor muscle and transversus abdominis activation in abdominal hypopressive technique through surface electromyography

Hypopressive gymnastics as resource for perineal proprioception in women with urinary incontinence

Revisión de los fundamentos teóricos de la gimnasia abdominal hipopresiva

Eficácia do treinamento da musculatura do assoalho pélvico e de exercícios hipopressivos para o tratamento do prolapso de órgãos pélvicos em mulheres: ensaio clínico randomizado

Ginástica hipopressiva como recurso proprioceptivo para os músculos do assoalho pélvico de mulheres incontinentes

Tratamento conservador da incontinência urinária de esforço

Estimulação elétrica neuromuscular no tratamento da diástase abdominal: uma revisão de literatura