Formulando uma rotina estruturada para o bebê

Postado em 15 mai, 2013 - Dicas Gestantes, Dicas Mamães, Psicologia

[denoivaparamae]_post_10O E.A.S.Y. proposto por Tracy Hogg, não é necessariamente fácil, mas funciona!! E.A.S.Y é um acrônimo para a rotina estruturada que deve ser estabelecida com os bebês.

Do inglês, E.A.S.Y. o E é para Eat (comer); A é para Activity (atividade); S é para Sleep (sono); Y é para Your time (seu tempo).

Tracy Hogg propõe organizar a rotina do bebê estipulando horários para as mamadas, brincadeiras e sonecas, necessariamente nesta ordem. Pense no E.A.S.Y como um período recorrente de mais ou menos três horas, em que cada um dos segmentos devem ocorre nesta ordem.

O E.A.S.Y. é uma maneira inteligente de passar o dia com o bebê. Trata-se de um método composto de ciclos que se repetem. E (alimentação), A (atividade) e S (sono) são interligados: quando um desses elementos é mudado, os outros dois geralmente são afetados.

  • Alimentação (Eating): O dia do bebê começa com uma refeição, que vai do líquido aos líquidos + sólidos aos seis meses. Quando o bebê já segue uma rotina, é menor a probabilidade de se fornecer uma quantidade incorreta de alimentos.
  • Atividade: O bebê se distrai inicialmente balbuciando e olhando para partes do ambiente, contudo à medida que ele se desenvolve, interage cada vez mais com o ambiente e começa a se mover. Uma rotina estruturada ajuda a impedir a superestimulação.
  • Sono: O sono ajuda a crescer. Além disso, as boas sonecas durante o dia também fazem o bebê dormir por mais tempo à noite, porque é necessário sentir-se relaxado para dormir.
  • Tempo para você (You): Se o bebê não estiver em uma rotina estruturada, cada dia será diferente e imprevisível. Ele será infeliz, e você mamãe nunca terá um momento para si mesma.

Bem, estabelecer uma rotina pela primeira vez torna-se um pouco mais difícil quando o bebê cresce, sobretudo se você nunca teve uma estrutura.

As primeiras 6 semanas representam a época ideal para dar início ao E.A.S.Y., que geralmente começa com um plano de 3 horas. O bebê mama, brinca e depois prepara-se para uma boa soneca. Você descansa junto com ele, e quando ele acordar, o ciclo recomeça. Porém, as seis semanas são uma época de imenso ajuste.

 

Um dia E.A.S.Y típico para um bebê de quatro semanas

E – 07:00 – Mamar

A – 7:45 – Troca da fralda. Brincadeiras e conversa; observar dicas de sono

S – 8:15 – Vista o bebê e deite-o no berço. Ele pode demorar de 15 a 20 minutos para adormecer para a primeira soneca da manhã

Y – 8:30 – Você dorme enquanto ele dorme

 

E – 10:00 – Mamar

A – 10:45 – Troca da fralda. Brincadeiras e conversa; observar dicas de sono

S – 11:15 – Segunda soneca da manhã

Y – 11:30 – Você dorme ou pelo menos relaxa

 

E – 13:00 – Mamar

A – 13:45 – Troca da fralda. Brincadeiras e conversa; observar dicas de sono

S – 14:15 – Soneca da tarde

Y – 14:30 – Você dorme ou pelo menos relaxa

 

E – 16:00 – Mamar

A – 16:45 – Você dorme ou pelo menos relaxa

S – 17:15 – Soneca rápida por 40 ou 50 minutos, para que ele descanse o suficiente antes do banho

Y – 17:30 – Faça algo legal para si mesma

 

E – 18:00 – Primeira refeição robusta

A – 19:00 – Tomar banho, vestir o pijama, canção de ninar ou outro ritual da hora de dormir

S – 19:30 – Outra soneca rápida

Y – 19:30 – Você janta

 

E – 20:00 – Segunda refeição robusta

A – Nenhuma

S -Coloque o bebê diretamente no berço

Y – Aproveite sua noite e curta

 

E – 22:00 ou 23:00- Refeição dos sonhos, a refeição antes da hora de dormir,  cruze os dedos até a manhã chegar.

 

Em comparação com as 6 primeiras semanas em casa (o período pós-parto), no período de 6 semanas a 4 meses, tudo parece estar nos eixos durante os próximos 2 meses e meio. A mãe está mais confiante e menos estressada com a rotina e novidades que o bebê inclui em sua vida. As mamadas são estáveis a cada 3 horas durante o dia, e o intervalo aumenta gradativamente até os 4 meses. Neste período o bebê tem períodos de atividades mais longos, e provavelmente dorme mais tempo à noite.

No período de 4 a 6 meses o bebê interage mais com o muno que o cerca, em comparação com os meses anteriores. Nesta fase o bebê pode levantar facilmente a cabeça e começa a tentar a pegar as coisas, está também aprendendo a ou já sabe rolar, além de conseguir sentar-se ereto com pouca ajuda. E em razão desses desenvolvimentos, a rotina do bebê também precisa mudar e a maioria dos bebês estão prontos para trocar a rotina de 3 horas pela de 4 horas. O bebê então consegue brincar por períodos cada vez mais longos durante o dia, e dorme mais à noite.

O plano E.A.S.Y. para os 6 a 9 meses torna-se diferente, embora ainda esteja se seguindo a rotina de 4 horas. Neste momento é a hora ideal de introduzir os alimentos sólidos e cortar a refeição dos sonhos. As refeições passam a ser mais longas já que o bebê começa a experimentar uma nova maneira de se alimentar. Além disto, a maioria dos bebês tiram apenas duas sonecas por dia que vedem durar de 1 a 2 horas.

E.A.S.Y. de 4 horas

E-7:00- Acordar e mamar

A-7:30- Atividades e brincadeiras

S-9:00- Soneca de 1h 30min a 2horas

Y-9:00- Fica à escolha da mamãe

 

E-11:00- Alimentação

A-11:30- Atividades e brincadeiras

S-13:00- Soneca de 1h 30min a 2horas

Y-13:00- Fica à escolha da mamãe

 

E-15:00- Alimentação

A-15:30- Atividades e brincadeiras

S-17:00- Soneca de 1 hora

Y-17:00- Fica à escolha da mamãe

 

E-19:00- Refeição robusta das 19h e também às 21h

A- Banho

S-19:30- Hora de dormir

Y- A noite é só sua!!

 

E-23:00- Refeição dos sonhos
Depois dos 9 meses o bebê é capaz de fazer intervalos de 5 horas entre as mamadas. Ele fará três refeições por dia com os outros membros da família e terá dois “lanches” para complementá-las. Neste época o E.A.S.Y torna-se em E.A.E.A.S.Y., porém ainda com uma rotina estruturada. Os dias podem não ser exatamente iguais, mas os elementos de previsibilidade e repetição ainda estão presentes.

Para finalizar segue tabela disponibilizada pelo Boston Children’s Hospital sobre as horas de sono do recém nascido até a criança de 10 anos.
Tabela horas de sono bebê
Fontes de pesquisa: